Numa vida cheia de aparências, de montras virtuais, nem tudo o que parece é. Cada vez tenho mais a certeza disto. Por mais que conheçamos uma pessoa, que convivamos diariamente com ela, nunca mas nunca mesmo, sabemos tudo sobre essa pessoa. 
E às vezes, muitas vezes até, as pessoas não nos mostram o que realmente são, sentem, vivem.  E quando tudo desmorona, porque às vezes desmorona, somos confrontados com situações que jamais imaginávamos possíveis. Sempre ouvi dizer que da porta de casa para dentro, nunca se sabe da vida das pessoas, só sabemos o que as pessoas querem que saibamos.  E isto é tão verdade como assustador.